Image of the Grunenthal Logo
Image of the Montescano Pain School Logo
a minha dor… foi desenvolvido pela Grünenthal GmbH em colaboração com a Montescano Pain School

O que poderá ser?
Neuropatia diabética

Take a pain questionnaire by the My Pain Feels Like initiative
 

O que é a polineuropatia diabética?

A polineuropatia diabética (PND) é uma complicação da diabetes, uma doença em que as pessoas apresentam níveis elevados de açúcar (glicose) no sangue durante períodos de tempo prolongados. Estes níveis elevados de açúcar no sangue podem causar lesões em diferentes zonas do corpo, incluindo os nervos. Estima-se que cerca de 20% dos doentes com diabetes sofram de PND, segundo um grande estudo observacional conduzido no Reino Unido9.

O que causa a polineuropatia diabética?

A polineuropatia diabética (PND) surge na sequência de uma lesão nervosa devida à diabetes. Como existe lesão nervosa, a PND é um tipo de dor neuropática. Os nervos lesados não conseguem transmitir corretamente os sinais da pele até ao cérebro. Em vez disso, os sinais são amplificados, causando dor crónica que pode persistir durante meses ou mesmo anos.

Quais são os sintomas típicos da polineuropatia diabética?

Embora a polineuropatia diabética (PND) possa afetar todo o corpo, normalmente é mais localizada nas extremidades, tais como as mãos ou os pés. É por isso que a PND é muitas vezes descrita como um tipo de dor neuropática localizada. A dor crónica associada à PND pode ser descrita como uma "pontada" ou "facada". Embora seja menos frequente, alguns doentes sentem comichão ou dormência.

O que podem os doentes fazer?

A medicação pode ajudar e o tratamento precoce pode influenciar a sua eficácia de forma positiva, por isso é importante ser proativo. Tem sintomas que descreveria como "pontada" ou "facada"?

Se tem diabetes e pensa que pode sofrer de PND, preencha o "questionário sobre a minha dor" e consulte o seu médico logo que possível. Informe-o se tiver sido diagnosticado com diabetes e agora sentir dor crónica na zona afetada. Pode ler mais informações sobre possíveis opções de tratamento aqui.

Tenha em consideração que: as informações disponíveis neste site não substituem uma consulta com um profissional de saúde. Apenas um profissional de saúde pode decidir quais os procedimentos de diagnóstico e as opções de tratamento mais adequadas para cada doente.